sexta-feira, 12 de agosto de 2011

.

Estou perdida, me sinto sozinha, diferente, estranha, carente. Quero algo impossível, que jamais vai ser meu. Quero ele, o menino que sempre tira o sorriso do meu rosto, o menino que me olha com olhar de anjo, o menino do cabelo arrumadinho, engomadinho, que não ta nem aí e só que ser feliz. Quero ele, porque se existir mesmo alma gêmea, acho que ele é a minha. Queria fugir, um refúgio, algum lugar onde eu possa tomar minhas decisões sem ser julgada, pressionada, ou ouvir algo do tipo "Desiste dele, ele nunca vai nem falar com você!". E quer saber? FODA-SE. Foda-se todo mundo. Foda-se o amor. Foda-se ele que só traz sofrimentos. Estou mais que confusa. Quero ele mais sinto que não me faz bem. Quer dizer, ele me faz bem, não por enquanto, mas sinto como se um dia ele fosse me fazer feliz. Algo diz pra esperar. E é isso que eu vou fazer. Até amanhã, já que todo dia eu mudo de ideia.

E que Deus ilumine os meus sentimentos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário